Deixe que o plano pra você surja de dentro de você.

É engraçado perceber que nós que somos as primeiras a dizer que não aguentamos mais ver tanta gente “mandando” no nosso corpo, nas nossas roupas, somos as primeiras a, justamente, mandar e desmandar no corpo do outro. Claro, não somos todas nós, mas MUITAS de nós ainda temos esse péssimo hábito.
Observo isso lá na fan page do blog, e quanto mais a página cresce, mais comentários cheiros de pode/não pode aparecem.
Felizmente existe muita gente empoderada por lá, que sempre joga uma dose de amorzinho e de autoestima na amiga que ainda está em processo de aceitação.
Ahh, isso é importante dizer. Empoderamento agressivo só desestimula, só agride emocionalmente, só enfraquece esse trabalho tão duro e persistente que eu e muitas outras blogueiras fazemos.
A única forma de estimular alguém a algo é através de fortalecimento emocional, compreensão, empatia e distribuição gratuita de amor e exemplo.
Não precisamos entrar na disputa de quem é mais empoderada do que quem, mas precisamos valorizar todo passo dado pra frente no processo de empoderamento. Ninguém dorme se achando o monstro dos lagos por ser gorda e acorda empoderada, se achando gorda maravilhosa, no dia seguinte.
Empoderamento é um processo de auto conhecimento, autoaceitação, autoestima boa, descobertas… e cada passo que eu acompanho de vocês em direção a isso é uma vitória que eu comemoro junto com vocês.
Pra pessoa nenhuma, para corpo nenhum, para gênero nenhum, existe certo e errado.
Nunca uma roupa vai ser certa, nunca um cabelo vai ser certo, um sapato vai ser certo.
Certo é usar e fazer aquilo que nos faz feliz! Certo é respeitar nossos limites e compreender os limites dos outros.
Certo é respeitar as diferenças.
Certo é saber que se não estou prejudicando ninguém com minha escolha, não preciso me privar de fazer.
Já disse centenas de vezes por aqui: o que os outros pensam sobre nós diz respeito a eles, não a nós. Deixa que pensem, que digam, que falem!
O tamanho da sua saia, a proporção da estampa da sua roupa, a largura das listras do seu vestido, o comprimento do seu cabelo, a altura do seu salto ou a ausência dele são decisões SOMENTE suas.

“Seja como você é. De maneira que possa ver quem você realmente é. Quem você é e como você é. Deixa por um momento o que você deve fazer e descubra o que você realmente faz. Arrisque um pouco, se puder. Sinta seus próprios sentimentos. Diga suas próprias palavras. Pense seus próprios pensamentos. Seja seu próprio ser. Descubra. Deixe que o plano pra você surja de dentro de você.” Fritz Perls, adaptado.

Que saibamos olhar para nós da maneira como gostaríamos que os outros olhassem, e que saibamos olhar para os outros da maneira como nós nos olhamos.

Woman-at-beach

^8E734002D1A7E98CD8E7D306D27A7A55D315E78BB214ACB848^pimgpsh_fullsize_distr